Outlander

Diana Gabaldon, autora de ‘Outlander’, fala sobre o final da 7ª temporada ‘incrivelmente bem-sucedido’

O grande volume de história foi a melhor maneira de começar O Droughtlander.
PAULETTE COHN – 11 DE AGOSTO DE 2023 | PARADE

O último episódio da primeira parte da 7ª temporada de Outlander foi ao ar na sexta-feira, o que leva a série a um novo Droughtlander, já que a segunda metade dos episódios da temporada não vai ao ar até 2024. Mas o final foi uma ótima maneira de começar o intervalo, pois foi repleto de história.  

Isso nos deu esperança para o que está por vir para Jamie (Sam Heughan) e Claire (Caitríona Balfe) na Escócia – enquanto eles evitam a Revolucão Americana, mas também nos deixa com um suspense sobre o que está acontecendo com Jemmy (Blake Johnston-Miller) e Rob Cameron (Chris Fulton) e se Roger (Richard Rankin) e Buck (Dairmaid Murtagh) os encontrarão agora que voltaram pelas pedras em busca do filho de Roger

“Achei [a temporada] incrivelmente bem-sucedida em pegar uma quantidade imensa de material, destilá-lo em fios vívidos e tecê-los em uma história coerente e muito absorvente”, disse a autora best-seller do New York Times Diana Gabaldon à Parade nesta entrevista exclusiva.
“Embora necessariamente tivesse que abreviar e condensar – e em alguns casos simplificar ou omitir incidentes e enredos complexos – eles se abstiveram de inventar coisas estranhas que não estavam nos livros, incluindo uma imensa quantidade de diálogos e acontecimentos originais. Eu realmente apreciei isso.”

Os fãs também.

Mesmo assim, havia alguns pequenos detalhes que diferiram. Um exemplo é em Saratoga, quando Jamie é chamado ao acampamento britânico para atender seu primo General Simon Fraser (Angus MacFadyen) em seu leito de morte, e ele encontra William (Charles Vandervaart). Quando Jamie presenteou William com seu chapéu para substituir o que ele tirou da cabeça de William, ele não olhou para ele, então não haveria reconhecimento de sua semelhança. Mas com Charles Vandervaart, que interpreta William, não se parecendo tanto com Sam quanto William se parecia com Jamie, eles puderam interagir.  

“Achei que eles fizeram um ótimo trabalho com a cena do chapéu – uma cena importante e que deixará os leitores do livro entusiasmados”, continua Gabaldon. “Ele difere dos livros em pequenas coisas, mas é basicamente uma questão de coreografia. Eles precisavam levar Jamie e Claire ao acampamento britânico para a morte de Simon Fraser e, em seguida, providenciando uma maneira plausivelmente perfeita para Jamie ver William e impulsivamente dar a ele o chapéu.”

Gabaldon também compartilhou esta nota divertida sobre a cena: “Como um aparte, assisti às gravações diárias dessa cena, e havia quatro tomadas de Jamie se afastando de William, com Claire o seguindo, perguntando por que ele fez isso? Jamie responde que esta foi a segunda vez na vida de William que ele (Jamie) chegou a um centímetro de atirar nele, e se ele não errasse, uma terceira vez? Em seguida, diz: ‘Achei que deveria tentar falar com ele uma vez, como homem… caso fosse minha única chance.’ Isso foi muito bem-feito e, na terceira tomada (a que eles usaram), quando Sam falou sua última fala, o AD (Diretor Assistente) disse baixinho ‘corta’ e você podia ouvir o Diretor ou o AD (não sei dizer qual) dizer baixinho: ‘Ele acertou em cheio… acertou em cheio.’ E ele realmente acertou.”

Uma nota histórica divertida foi a inclusão de Benedict Arnold na história. Ele aparece nos livros de Gabaldon, mas seu papel foi ligeiramente expandido para a série de TV. Na verdade, a série parece implicar que Claire tem algo a ver com Benedict Arnold (Rod Hallett) se tornando um traidor, mas Gabaldon diz que essa não era a intenção dela.

“A série fez um bom trabalho em fazer o que eu pretendia no livro: mostrar Benedict Arnold como uma pessoa real, com charme pessoal, bem como uma profunda preocupação com seus homens”, diz ela. “Eles fizeram um bom trabalho ao identificar o conflito entre Arnold e o General Gates [Ged Simmons], e o orgulho ferido que estava na raiz da traição de Arnold, de forma breve, mas eficaz, com a conversa que o general ferido teve com Claire.”

Nota: O encontro original de Benedict Arnold e Claire e a conversa sobre casca de cinchona, láudano e Robert Browning são direto do livro. A conversa de cabeceira com o general ferido não é.

Gabaldon continua: “Não acho que haja qualquer indicação de que a validação de Claire de seus sentimentos teve algum efeito sobre o que ele fez mais tarde; é apenas dar uma pista de porque ele fez isso. (Além de adicionar uma nota de rodapé sobre a dúvida geral sobre como a história é afetada pelo que parecem ser coisas pequenas – e a contínua, mas breve especulação sobre se os viajantes do tempo podem ou afetam a história.)

“A propósito, eu simplesmente AMEI Rod Hallett (interpretando Benedict Arnold) e Barry O’Connor interpretando Daniel Morgan. Atuações breves, mas realmente maravilhosas. O elenco desta temporada foi – como sempre! — impecável.”

E então temos o suspense da temporada com Roger e Buck voltando ao passado para resgatar Jem. Mas isso levanta a questão de saber se Buck volta com Roger porque espera voltar ao seu tempo – embora, pelo que sabemos, não seja provável por causa de sua data de morte – ou porque sente que deve a Roger por tê-lo levado. enforcado na Batalha de Alamance?

De acordo com Gabaldon, provavelmente são os dois, até certo ponto.

“Seu principal motivo é a empatia: ele perdeu a própria família [como resultado de sua viagem no tempo], incluindo seus filhos”, aponta ela. “Ele quer ajudar Roger e Bree [Sophie Skelton] com urgência a trazer Jem de volta, porque ele sabe como é perder um filho. Além disso (e aprenderemos mais sobre isso mais tarde), a família de Roger também é a família de Buck.

Quando a 7ª temporada retomar em 2024 – esses oito episódios já foram filmados, então esperamos que os ataques não afetem isso – seguiremos Roger e Buck no passado para ver se eles podem alcançar Rob e Jemmy.

Encontrou algum erro?
Favor nos informe pelo e-mail outlanderlsbrasil@gmail.com

Conheça nossas redes sociais

Canais que produzimos conteúdo

Nayara – Legender e CDC Legender de coração e curiosa de berço. Me apaixonei por Outlander através da série e depois vivi o mesmo com os livros.

Deixe uma resposta